Brasil encerra em Quebec e parte para a Argentina

Quebec/CAN – A seleção brasileira de nado sincronizado encerrou sua participação na 13ª edição da Copa do Mundo FINA de Nado Sincronizado, na Universidade Laval, na canadense Quebec. Com o foco nas provas olímpicas – dueto e equipe – e um time jovem de atletas, o país obteve boas colocações e pontuações inéditas na competição. O time segue na segunda, 6/10, direto para Mar del Plata, na Argentina, onde brigará pela hegemonia no continente sul-americano, de 7 a 12/10.

Em Quebec, o novo dueto olímpico de Luisa Borges e Maria Eduarda Miccuci alcançou o 7º lugar entre 17 países participantes, vencendo nações que sempre estiveram à frente do Brasil como Itália, República Tcheca e, na rotina livre, a Grécia. O México também foi vencido nas principais provas, a única exceção foi a rotina livre combinada, realizada neste domingo, 5/10, último dia de provas (ver resultados no final). O combo, como a prova é chamada, reúne numa só apresentação solo, dueto e equipe e não faz parte do programa olímpico.

Desde o início do ano o Brasil conta com a chefia técnica da canadense Julie Sauvé, ganhadora de seis medalhas olímpicas com o time do Canadá. Ela trabalha com a equipe formada por Maura Xavier, Magali Cremona e Gláucia Soutinho. Julie elogiou a performance das brasileiras e está confiante na evolução do time até 2016.

- Os primeiros resultados estão começando a aparecer. Agora vamos trabalhar com mais intensidade ainda para que já no Mundial de Kazan (Mundial dos Esportes Aquáticos de 2015) possamos ter resultados melhores que no Mundial passado (em Barcelona, em 2013). Vi pequenas falhas, coisas que ainda precisam ser corrigidas, mas elas fizeram um trabalho muito bom aqui – analisou.

A técnica Maura disse que também está aprendendo muito com o novo time e o novo processo de trabalho e que já começam a ameaçar algumas equipes que estavam um pouco acima do Brasil nas principais competições.

- É assim que começa. Ganhamos uma prova aqui, outra ali e daqui a pouco mudou o patamar. Os outros times também estão nos observando. Chamei a atenção delas para não se descuidarem da técnica, pois é isso que vai nos alçar mais longe. Foi uma participação muito boa. Vimos aqui que temos tudo para chegar mais longe e as atletas ficaram empolgadas e motivadas. Fazia tempo que não via o time chegar inteiro até o final das apresentações, ou seja, o preparo físico melhorou muito. Também estão mais seguras e precisas. Sempre bato na tecla da idade delas, pois muitas são ainda da categoria de júnior – explicou – Depois destas competições vamos começar a trabalhar nas novas rotinas e principalmente na que será apresentada nos Jogos Olímpicos. Todo mundo quer saber, mas por enquanto é segredo! – informou bem humorada a técnica Maura Xavier.

Leia mais: Brasil encerra em Quebec e parte para a Argentina

 

Juniors conquistam resultado positivo no Festival Panamericano!

 

São Paulo/SP – O nado sincronizado brasileiro conquistou a medalha de bronze na prova de Dueto do I Festival Deportivo Pan-Americano, na Cidade do México com as nossas queridíssimas atletas Mariana Giorgi Tucker e Sabrine Lowy Manzoli que totalizaram 148,299 pontos e só ficaram atrás das mexicanas Teresa Alonso e Yulieth Barreto (154,170) e das canadenses Anne Cote-Andree e Camille Fiola-Dion (151,693).

Na prova de solos, a atleta Beatriz Regly Teixeira terminou na quarta posição, com 148,456 pontos. O pódio foi constituído por Teresa Alonso, do México (153,277), Halle Pratt, do Canadá (153,154), e Olivia Ekberg, dos EUA (150,410).  Não há provas de Equipes e nem Rotina Combinada no Festival.

Parabéns técnicas e atletas pelo excelente trabalho. #sincrobrasil #selecaojunior

Fonte: CBDA - http://www.cbda.org.br/noticias/brasil-conquista-bronze-no-dueto